Blog dedicado a Alejandro Jodorowsky com traduções de seus textos.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Fabriquemos sonhos em 2011

Sei que o final do ano é um momento de fazermos balanços, de pesarmos o que valeu e o que não valeu a pena, por isso trouxe para reflexão esse texto, a fim de que possamos juntos plantar muitas sementes para uma humanidade melhor. Pois cada processo de auto-desenvolvimento aproxima toda a humanidade de sua bem aventurança.

" É possível que tenhamos que esperar até o século XXII para que a humanidade mude de modo fundamental. O que aconteceria se o Cristo se apresentasse hoje? O Cristo é um Messias: o salvador da humanidade. Nenhum indivíduo pode salvá-la agora. Se o cristo vier, será um Cristo coletivo. Será a iluminação de toda a humanidade. Se a humanidade inteira não se ilumina, se acaba o humano. O Cristo ou é coletivo ou não é.

E quem é o homem? O homem tem que compreender que seu corpo é o universo, que o tempo é o que acontece com ele, e que a sua consciência é parte da consciência cósmica. Temos que compreender ? mesmo que não vivamos, mesmo que morrermos antes de vê-lo ? que o homem vai povoar as estrelas, que vai conseguir viver tanto quanto o universo, que construirá uma consciência global e que será a mente do cosmos. Se não temos esse ideal, não vale a pena viver. Pouco a pouco devemos nos aproximar deste ideal. Nós não veremos a chegada da Consciência Cósmica, não veremos os frutos das sementes que estamos plantando. Devemos nos sacrificar, por aquilo que somente nossos descendentes verão. Esse é o sentido do sacrifício que nos ensinam os Evangelhos: a absoluta humanidade necessária para atuarmos sabendo que não veremos o resultado. (...)

Temos que pensar no que virá, e amá-lo. Devemos atuar crendo na humanidade futura. Trabalhar por ela, incansavelmente. Aprender a aceitar o sacrifício. Porque de outra forma, essa mudança não se produzirá. Nós plantaremos a semente, nós trabalharemos, nós faremos avançar a humanidade até a sua realização. (...)

Assim como a aranha tece teias, nós fabricamos sonhos." Alejandro Jodorowsky

São meus mais sinceros desejos para 2011.

Com amor,

Daniela Pinotti Maluf

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Encontro com Jodorowsky - PRESENÇA


O encontro com Alejandro foi mágico e absolutamente carnal. Ele tem o dom de fazer com que as duzentas pessoas que estavam participando do workshop se tornassem intimas instantaneamente.

Primeiro pediu para que todos aproveitassem cada minuto do encontro, como se fosse uma corrida de táxi pagamos cada minuto que estávamos ali.

Olhando-o de longe parece um moço, com tanta vitalidade, andando de lá pra cá o tempo inteiro. Ousado, sedutor, astuto, com a mesma intensidade de gestos que seu personagem no filme El Topo. De perto, via as manchas na pele, o rosto enrugado e a sabedoria de um velho de milhões de anos. Essa ambigüidade torna a sua figura ainda mais fascinante. Um Yin/Yang encarnado. A potencia e a beleza do ser humano em todos os momentos de sua vida.

Vinham-me lágrimas nos olhos, um sorriso largo no rosto, o coração batendo forte, muito forte, a vontade de abraçá-lo, de fazer carinho em seu cabelo completamente branco, tão branco que lhe adornava a cabeça como uma aura iluminada. Queria filmar, fotografar, registrar tudo, mas me detive pra não perder a emoção.

É como estar na presença de alguém que eu conheço desde sempre... mas que fazia uma eternidade que não encontrava. Com certeza foi um dos momentos mais grandiosos de minha vida. A PRESENÇA.

Na hora de fazer o exercício da morte, que foi logo no começo do encontro, pois segundo Alejandro, primeiro temos que morrer, para depois sermos. Sentia como se meu corpo fosse levitar, lágrimas escorriam de meus olhos e realmente pensei que morrer estava bom, plena, satisfeita, sem expectativas.

Mesmo que seja por poucos instantes ser o que se é traz uma satisfação enorme. A morte deixa de ser algo tão terrível e passa a se tornar mais um instante.

Depois de outro exercício resolvi me aproximar dele. Fui lhe pedir um abraço, ele delicadamente tirou o microfone de lapela e me abraçou. Só consegui lhe agradecer e agradecer, além de dizer que tinha vindo do Brasil para vê-lo, e ele me perguntou se não estava decepcionada, se estava valendo à pena.... E eu como uma garotinha só falava que valia a pena, que era muito bom.

Permanecia com a expectativa de que Jodo me chamasse pra trabalhar com ele. Já havia pedido em sonho para que me viesse uma pergunta, porque sei que é preciso ter uma pergunta específica, ele nunca fala sobre qualquer coisa. E na manhã de sexta às seis horas levantei da cama para anotar a pergunta. E nesse momento eu soube que não tinha que esperar e sim ir fazer alguma coisa.

As pessoas se apinhavam sobre ele, querendo fotos, autógrafos e conselhos e lá fui eu fazer o mesmo. Contei-lhe de minhas cirurgias e das mudanças pelas quais estava passando, e que sentia que havia uma parte de mim que resistia muito á mudar. E ele disse que o trabalho que estávamos fazendo iria ajudar, e daí lhe falei sobre o meu medo de continuar adoecendo. Nessa hora ele segurou minhas mãos e olhou nos meus olhos e disse que eu poderia ser tudo isso, mas que provavelmente os outros e principalmente meus pais tinham muita expectativa sobre mim, expectativa que eu agisse como um homem, e que para que eu pudesse me apropriar de todo o meu brilho, do brilho do arcano do Sol do taro, de toda a energia do masculino, que eu teria que sair toda pintada de dourado, mas vestida para não provocar os homens, desde o cabelo até os pés, para que o brilho se faça.

Como esperei por esse momento. Receber um ato psicomágico. Eu tremia, sentia todo o meu corpo vibrar. A potência do encontro! Naquele momento sabia que seja lá o que fosse que Alejandro me falasse eu faria, não por segui-lo cegamente, mas pela confiança na bondade de sua alma e na força de seus gestos. Sim, tenho provas e muitas que o universo pode me dar muitas coisas, mas também sei que tenho que fazer a minha parte. Fiquei muito feliz de ter ido falar com o Jodo e não simplesmente ficar esperando que a ressonância o trouxesse até mim. Naquele campo todos ressoavam. Ou como ele mesmo havia dito no Cabaré, toda vez que se forma uma egregora nasce um anjo que vive um ano. E o anjo que nasceu de nosso encontro com certeza é um anjo muito poderoso.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Meu grande encontro

Ainda estou tentando colocar em palavras o que foi esse grande encontro. A presença de Alejandro é fortíssima, iluminada, sem tempo. Uma experiência efetivamente capaz de mudar minha vida. O Cabaré Místico foi impressionante, umas 1000 pessoas, todas absolutamente concentradas, num semi-transe-hipnótico-mágico, mas o workshop de psicomagia foi DESLUMBRANTE, arrebatador, ainda estou completamente comovida.
Assim que conseguir terminar meu relato de experiência eu posto.
Por enquanto recomendo o blog : http://planocreativo.wordpress.com/
com tudo sobre esse homem que tanto amo.
OBRIGADA JODO!!!!!!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Encontro com Jodorowsky

Havia sonhado com Jodorowsky na semana passada, e efetivamente sentido sua presença em meu sonho.
Depois disso resolvi buscar novidades para alimentar o blog e busquei pela primeira vez as notícias recentes do google, e aí estava a frase.....

Es un placer comunicarles que Alejandro Jodorowsky estará en Chile durante el mes de Noviembre:

Imediatamente entrei em contato e para o meu deleite.... consegui.
Terça-feira, dia dos mortos, vou ao encontro do Jodorowsky, participar do cabaré e do encontro de psicomagia.
Depois trago mais notícias.



.Participación en la Feria del Libro:
Domingo 31 de Octubre a las 19:00 hrs.

.Cabaret Místico
Teatro Caupolicán
Miércoles 3 de Noviembre 20:00 hrs
Venta de entradas por sistema Feriaticket

.Taller de Psicomagia
Sábado 6 de Noviembre
De 11:00 a 18:30 hrs
Mas Información y Preinscripciones Aquí

.Cabaret Místico en Valdivia:
Miércoles 10 de Noviembre 19:30
Coliseo de Valdivia
Venta de entradas por sistema Feriaticket

Para mais informações é só acessar o site www.psicomagia.cl

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Jodorowsky em cartaz em São Paulo



A peça As Três Velhas de Aleandro Jodorowsky está em cartaz no Centro Cultural Bando do Brasil de São Paulo de 20 Ago a 31 Out, Horário: Sexta e sábado, às 19h30 | Domingo, às 18h Para saber mais clique aqui.


Estarei lá no domingo dia 27 de setembro!!!!

Sinopse
Duas marquesas decadentes, octogenárias, Melissa e Graça, vivem em uma mansão em ruínas, devastadas pela fome e pelo abandono, sempre vigiadas pela centenária criada Garga. Como numa fábula, uma única noite de assombrosas revelações familiares transformará para sempre a história dessas estranhas figuras.

Riso e tragédia se misturam em um gênero inesperado, batizado pelo próprio autor, o cineasta chileno Alejandro Jodorowsky, como melodrama grotesco. A montagem, inédita mundialmente, é a primeira da companhia Teatro Pândega. Com Luciano Chirolli, Pascoal da Conceição, Marco Luz e Maria Alice Vergueiro, que também assina a direção do espetáculo.


SERVIÇO

Data: 20 de agosto a 31 de outubro
Horário: Sexta e sábado, às 19h30 | Domingo, às 18h
Local: Teatro | R. Álvares Penteado, 112 - Centro
Bilheteria/Informações: Terça a domingo, das 10h às 20h | Telefones: (11) 3113-3651/52
Ingressos: R$ 15 (inteira) | R$ 7 (meia entrada para estudantes,
professores, funcionários e correntistas do Banco do Brasil e maiores de 60 anos)
Classificação: 14 anos

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Pedras do Caminho 111-120

111.
Hoje com água e sabão
limpei
cuidadosamente
minha sombra

112.
Encontrarei
minha origem
no futuro

113.
Só agora
que morre minha memória
começo a viver

114.
Como poderia
recordar minhas carícias
se cada noite
mudas de pele?

115.
Que mais pode o filósofo
senão descrever os limites
do pensamento

116.
Ânimo poeta!
Os pássaros vivem sem medo
de estatelar-se contra o solo

117.
No quintal
da casa em ruínas
a velha árvore
segue dando frutos

118.
Quando conquistar
o silêncio interior
escutarás
o choro do mundo

119.
A teus filhos
não dê um nome
Assim os ocultará
da morte

120.
Ouvindo cantar
o rolxinol
Como não se sentir
mentiroso?


quinta-feira, 22 de abril de 2010

O Ego

O Ego é como teu cachorro. O cachorro tem que seguir o amo e não o amo ao cachorro. Tem que fazer com que o cachorro te siga. Não que matá-lo e sim domá-lo.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Frente ao Calor


Trecho do livro a Sabedoria dos Contos, no qual Jodorowsky traça suas interpretações de contos de diversas tradições. Neste ele narra um episódio com Mulla Nasrudin:

Mulla havia colocado mel pra esquentar no fogo, quando apareceu, imprevistamente, um amigo. Quando o mel começou a ferver Mula ofereceu um pouco ao visitante. Lhe serviu um copo muito quente e o amigo se queimou, Mulla correu para pegar um leque e começou a abanar por cima do pote que continuava no fogo.

Psicologicamente, a mesma coisa acontece com cada um de nós. Nosso mel ferve, nos queima. Dizemos que temos que esfriar, porém não o retiramos do fogo. Não mudamos.
Como pode um ajudar ao outro que se obstina a seguir no mesmo caminho?

segunda-feira, 1 de março de 2010

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Pedras do caminho 100 - 110

101.
Abaixo das nuvens imóveis
o vento se leva à cidade

102.
19 letras tem meu nome
19 elos de uma corrente

103.
Se me fazes perguntas
somente obterás respostas

104.
Já no caminho
o caminho me leva

105.
Tenho sonhado
com meus mortos
Cada novo dia
é um presente

106.
O trem
não tem condutor
nem tem trilho

107.
Só me sinto
sendo eu mesmo
quando cago

108.
As ondas desmancham
o castelo de areia
Somente o mar e a praia

109.
Esplêndido presente
para meus ossos
dois metros de terra
é um mundo infinito

110.
Com a alegria de um ladrão
com o objeto roubado
entre as mãos
vejo chegar o novo dia

Galeria do Jodorowsky










terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Pedras do caminho 91 - 100

91.
Com paciência infinita
a eternidade cada dia
Mendiga minha confiança

92.
Cuidado, todas as brincadeiras
levam uma gota de veneno

93.
O reflexo de meu rosto
em um espelho de prata
de minha bisavó

94.
Abandonada na rua
a quem pertence
esta sombra?

95.
Não creio
não conheço
somente amo

96.
Sabendo que vou morrer
vivo como um imortal

97.
Entre tantas ilusões
busco a mais bela

98.
Cada novo sofrimento
muda a meta
de minha vida

99.
Presas em suas celas
passeiam as pessoas

100.
Obter a vitória
renunciando a obter
renunciando a renunciar

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Pedras do Caminho 81-90

81.
Lua de verão brilhante
Serve para a meditação?
Em minha sombra imóvel
copulam os sapos

82.
Frente ao mar
Que estranho
ser eu!

83.
Meu corpo
sedestroi
Contudo
escrevo feliz

84.
Em um bosque sombrio
abri um caminho
por onde nada anda

85.
O coxo zomba
daqueles que dançam

86.
São estrelas
as palavras
que nada pronunciam

87.
Livre de tudo
inclusive de mim mesmo

88.
Árvore que voa
Teus frutos
são tuas raízes

89.
Sem nome, sem idade
desaparecer
no impensável

90.
Busca em ti
não busque nos outros
Aquele que te ensina te engana